Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza



Recomende:


Dieta do Mediterrâneo

A Dieta do Mediterrâneo reflete os hábitos alimentares dos habitantes da Grécia, sudoeste da Itália, norte da África e Oriente Médio. Nessas regiões, a expectativa de vida está entre uma das maiores do mundo e a incidência de doenças do coração e câncer é uma das mais baixas.

Na década de 50, os cientistas já atentavam para o fato de que as doenças cardíacas eram muito mais ocorrentes no norte da Europa do que no sul. A Finlândia apresentava as maiores taxas de doenças do coração, enquanto que o sul da Itália e Creta, uma ilha grega no Mediterrâneo tinham as menores.

A dieta do Mediterrâneo ganhou maior destaque, recentemente, após vários estudos europeus de grande porte. Um dos estudos, realizado em Lyon na França, avaliou a influência da alimentação em 605 pacientes que tinham sofrido ataque cardíaco. Metade dos pacientes recebeu uma alimentação segundo as recomendações da American Heart Association e a outra metade se alimentou seguindo os padrões praticados em Creta. Depois de 27 meses, houve 70% menos mortes e ataques cardíacos no grupo que seguiu a Dieta de Creta comparado aos que seguiram as recomendações do Amerincan Heart Association.

UM ESTILO DE COMER E VIVER SAUDÁVEL

O estilo de comer no Mediterrâneo faz parte da cultura de um povo e reflete uma tradição secular que é passada de geração para geração.

Basicamente, é uma alimentação composta por peixe, azeite de oliva, óleo de canola, cereais integrais, massas de trigo integral, frutas, hortaliças, leguminosas e consumo moderado de vinho tinto. O consumo de carne vermelha é esporádico ou ausente e o uso de manteiga ou margarina não está presente nos hábitos alimentares.

Os alimentos consumidos são ricos em gorduras saudáveis, ácidos graxos ômega 3, proteínas do peixe, compostos bioativos e vitaminas antioxidantes (C, E e Ácido fólico).
Esse perfil alimentar aliado à atividade física regular que esse povo tem, resultam em baixas ocorrências de obesidade, níveis saudáveis de colesterol “ruim” e baixas prevalências de doenças do coração, derrames cerebrais e câncer.

Depois de tantas notícias boas, nada melhor do que resgatar os tradicionais, brasileiríssimos e saudáveis hábitos alimentares --arroz + feijão + carnes + hortaliças + frutas tropicais-- dando um toque mediterrâneo.
Então, vamos lá! Encha-se de energia, lance mão de sua criatividade gastronômica e eduque seu paladar para o que faz bem!

Referências bibliográficas
1. MAYO CLINIC - Mediterranean diet Pyramid. Disponível em: http://www.mayoclinic.com. Acessado em 20/10/2003.
2. ROIZEN, M.F; PUMA, J.L. – A dieta da idade verdadeira. 4ª ed. Editora Campus, 2001.
3. INSTITUTO DO CORAÇÃO – Coleção Cozinha Clássica, Baixo colesterol. Nos.1-10. 1999 - 2000.
4. ANGELIS, R.C. de - Importância de alimentos vegetais na proteção da saúde. Ed. Atheneu, 2001.

Texto © 2004 Por Drª Marília Fernandes, nutricionista - CRN3/1693


Leitura adicional:
Dieta do mediterrâneo ou mediterrânea
Culinária e Comida Grega
Dietas para emagrecer - dieta de emagrecimento



Seções
Alimentos
Cabelos
Cardiologia
Dentes brancos e saudáveis
Dietas
Estética
Exercícios físicos
Mulher
Nutrição
Nutrição Esportiva
Notícias sobre saúde
Obesidade e Emagrecimento
Patologias
Patologias e alimentação
Pele saudável
Receitas de culinária light
Saúde Geral
Sexo e saúde

Dietas
Item Dieta para diabéticos
Item Dieta da Zona 40 30 30
Item Dietas das proteínas
Item Dieta de South Beach
Item Dieta do Tipo Sanguíneo - Dieta do tipo de sangue A, B, O
Item Dieta de Atkins
Item Dieta Anti-celulite
Item Dieta equilibrada e alimentação balanceada
Item Perigos das Dietas sem Orientação
Item Dieta do Mediterrâneo




Saúde Esportiva - © 2007-2012 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato