Saúde Esportiva - Saúde, Nutrição, Estética, Beleza



Recomende:


Candidíase vaginal - Causas, diagnóstico, tratamento

Causas da candidíase vaginal

Calor, umidade e transpiração formam o ambiente ideal para o surgimento da candidíase vaginal. A infecção é causada principalmente pelo fungo Cândida albicans, que pode ser encontrado no trato gastrointestinal, na região que circunda o ânus e na vagina. O controle do seu crescimento depende da presença de outros microorganismos na flora vaginal normal. Se houver um desequilíbrio e o fungo se procriar em excesso, pode provocar coceira e irritação, corrimento esbranquiçado, dor ao urinar e nas relações sexuais.

"O calor, que aquece a região e altera a acidez vaginal, e a umidade levam à proliferação do fungo. Por isso, a incidência costuma ser maior no verão, quando as pessoas ficam mais tempo com biquínis e maiôs molhados", explica a ginecologista do Hospital Professor Edmundo Vasconcelos, Soraya Gomes de Amorim Andrade.

A candidíase também pode ser causada pelo uso de antibióticos ou anticoncepcionais orais, que provocam queda na resistência do organismo, roupas apertadas, meia calça e calcinhas de material sintético e falta de higiene. Pacientes com deficiência do sistema imunológico, como diabéticos, portadores do vírus HIV e câncer são bastante sensíveis a essas infecções.

Diagnóstico da candidíase vaginal

De acordo com a especialista, o diagnóstico é simples. O relato do paciente e o exame com o uso do espéculo conseguem identificar o fungo. "Independentemente do sexo, qualquer pessoa pode ter candidíase. Entretanto, mulheres que têm queda da imunidade estão mais sujeitas à infecção, assim como grávidas, por conta do aumento dos níveis de estrogênio, que tornam o meio vaginal favorável", afirma a ginecologista.

Tratamento da candidíase vaginal

O tratamento da candidíase é medicamentoso, geralmente com cremes vaginais, e em casos mais resistentes, também por via oral, com comprimidos. "Para pacientes jovens, banhos de assento e sabonetes específicos são ideais e, em último caso, comprimidos via oral. Crianças e adolescentes devem evitar os comprimidos, por causa dos efeitos colaterais, que podem gerar problemas no fígado e estômago", diz a especialista.

A candidíase pode acometer o casal. A paciente muito infectada pode transmitir para o parceiro, que pode estar com queda de imunidade no momento. O parceiro sexual pode apresentar sintomas como coceira ou irritação no pênis. Por isso, é aconselhável evitar relações sexuais até que a infecção seja controlada. Para o tratamento dos homens, indica-se medicamentos anti-fungos por via oral.

Créditos:
Data da inclusão: 11/11/2008
Empresa: TREE COMUNICAÇÃO
Fone: (11) 3031-6908
E-mail: janaina@tree.inf.br
Fax: (11) 3031-6908
Contato: Janaína Gomes



Seções
Alimentos
Cabelos
Cardiologia
Dentes brancos e saudáveis
Dietas
Estética
Exercícios físicos
Mulher
Nutrição
Nutrição Esportiva
Notícias sobre saúde
Obesidade e Emagrecimento
Patologias
Patologias e alimentação
Pele saudável
Receitas de culinária light
Saúde Geral
Sexo e saúde

Sexo e saúde
Item Herpes genital - Como prevenir
Item Herpes Genital - O que é, transmissão, sintomas, tratamento, cura
Item Sífilis secundária e primária - Sintomas, transmissão, tratamento
Item Gonorréia
Item Barriga e impotência sexual
Item DST - Doenças sexualmente transmissíveis
Item Fratura no pênis
Item Levitra ® tem mais rápido inicio de ação
Item Doença de peyronie - Curvatura exagerada do pênis
Item Tratamentos para disfunção erétil - Injeções, próteses penianas
Item HPV
Item HIV e AIDS - Educação sexual e prevenção
Item Beijo na boca e risco de doenças - Herpes labial
Item Camisinha contra DSTs e AIDS
Item Disfunção Erétil e Arteriosclerose
Item Educação sexual e sexualidade da mulher
Item Sexo e dor de cabeça
Item Viagra X Adolescência
Item Vida Sexual depois dos 50
Item Voz bonita e Vida Sexual
Item Viagra - Entre o Coração e a Ereção
Item Candidíase vaginal




Saúde Esportiva - © 2007-2012 Helio Fontes - Política de privacidade
Email para contato